Paróquia São JoséDestaque ParóquiaSetembro mês da Bíblia

Setembro mês da Bíblia

O mês de setembro, para nós católicos do Brasil, é o mês dedicado à Bíblia. Desde 1.947 comemora-se o dia da Bíblia no último domingo de setembro. Este mês é dedicado à Sagrada Escritura porque no dia 30 celebra-se a memória de São Jerônimo, o tradutor da Bíblia. A pedido do papa Dâmaso, Jerônimo traduziu a Bíblia (de suas línguas originais: Antigo Testamento em hebraico e Novo Testamento em grego) para o latim.

A Bíblia católica é um conjunto de 73 livros que foi escrito por inspiração divina. Contudo, como nos lembra a Constituição Dogmática Dei Verbum, “para escrever os livros sagrados, Deus escolheu e serviu-se de homens na posse de suas faculdades e capacidades, para que, agindo Ele neles e por eles, pusessem por escrito, como verdadeiros autores, tudo aquilo e só aquilo que Ele queria” (DV 11).

É na Sagrada Escritura que a Igreja encontra continuamente o seu alimento e a sua força. Nela não recebe apenas uma palavra humana, mas o que ela é na realidade: a Palavra de Deus, pela qual, o Pai vem ao encontro de seus filhos. Pela Palavra o ser humano se encontra com o próprio Deus e, assim, alimenta sua experiência de fé. Por isso, é preciso escutar, acolher, meditar e praticar os ensinamentos da Palavra. Sem ela o testemunho cristão se torna vazio. A Palavra Divina não pode ser entendida apenas como um conteúdo doutrinal a ser aprendido e memorizado; ela é a luz que orienta a vida humana. Como disse o salmista: “Tua palavra é lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho” (Sl 118, 105). Orientado pela Palavra, o ser humano descobre e redescobre o próprio Jesus Cristo que é a Palavra do Pai, Palavra que se fez carne e habitou entre nós. Palavra que penetrou na história humana trazendo a salvação. Ele é a Palavra viva e eficaz que se faz caminho, verdade e vida. Nele, o ser humano, encontra seu verdadeiro alimento, pois Ele é o Pão Vivo que desceu do céu. Ele conduz cada homem e cada mulher à Casa da Palavra, à comunidade, à Igreja. Lá, onde os ensinamentos, a comunhão fraterna, a fração do pão e as orações tornam os cristãos realmente irmãos e verdadeiras testemunhas do Reino.

Conduzido pela Palavra, o cristão pode se colocar a caminho para cumprir sua missão de partilhar a fé e o amor. Iluminado pelas Escrituras o cristão se torna um semeador do Reino de Deus. Assim, a Palavra Divina, com a força do Espírito e o intermédio cristão, chega aos corações e transforma o viver de muitos irmãos. Que Maria, a primeira a acolher o Verbo Divino, seja modelo de escuta e de obediência ao projeto do Reino e interceda por todos aqueles que procuram, mesmo em meio às dificuldades, viver e testemunhar a Palavra de Deus.

Comments are closed.